31 de março de 2012

O Canto do Cisne [7]

Estatísticas acumuladas do Olímpico Monumental em 2012

Jogos = 7
Vitórias = 5
Empates = 1
Derrotas = 1
Público Pagante = 77.239 pessoas
Público Total = 100.891 pessoas
Renda = R$ 1.594.319,75
Gols: 19

Goleadores:

4 gols: Marcelo Moreno
3 gols: Kleber
2 gols: Bertoglio, Légo Gago, Naldo
1 gol: Marquinhos, André Lima, Fernando, Souza, Werley, Douglas Grolli

......

Obs.:
Agradecemos a ajuda do Gremistaum para a retomada da estatística do último ano do Olímpico
O número do título está vinculado ao número de jogos e não ao número de posts.

30 de março de 2012

Lances e Bertoglio

Veja aqui lances do jogo de ontem, Grêmio 4 x 0 Avenida.

Com a vitória, garantimos classificação, no mínimo, no segundo lugar do grupo, ainda que faltem duas rodadas para o final do turno. Vencendo domingo em Pelotas e, depois, o Caxias no Olímpico, conquistaremos o direito de jogar em casa os jogos das finais da Taça Farroupilha (se continuarmos vencendo).

Das atuações, a que mais animou foi a de Facundo Daniel Bertoglio. É um jogador rápido e insinuante. Ontem, já começou a apanhar, diante do olhar complacente da arbitragem. Aliás, mais uma baixa produzida pela deslealdade: Gilberto Silva teve fratura no nariz, produzida por agressão de adversário.

29 de março de 2012

Sai Novelhaco filho de uma égua

Grêmio 4 x 0 Avenida

Exemplo de convicção desconvicta

A semana começou com a trágica notícia da lesão do Kleber, continuou com a tentativa do Noveletto de passar por bôbo para comer salame com schimia e chegou na véspera do jogo com a re-integração do Miralles. Eu acho que sim, Miralles deveria ser reintegrado se mostrasse disposição para isto. Mas o episódio, mais um, mostra a errática ação dos "profissionais" ou do "profissional" do vestiário. Primeiro André Lima e agora Miralles, de dispensáveis proibidos de treinar com o grupo, passam a ser solução.
Aliás, por que eles, e outros, foram mandar treinar em separado? São leprosos? Maus elementos? Cometeram algum deslize gravíssimo? Mesmo que fosse uma destas situações, nenhum ser humano merece passar por esta humilhação. E nem falo em desvalorização de "patrimônio". Falo na obrigação de todos em tratar com civilidade e dignidade todo e qualquer profissional, mesmo que se entenda que este passe a ser dispensável.
Dito isto, vamos ao jogo.
_____

Primeiro tempo: 2 x 0

Jogo que começa 1 x 0 é quase sempre um jogo tranquilo. E Marcelo Moreno deu uma pucheta espetacular a 1 minuto para mostrar ao Avenida quem mandava no campo. Jogo que está 2 x 0 aos 14 minutos, e contra um time muito mais fraco tem o sério risco de descambar para uma pelada. E foi isto que aconteceu após Moreno fazer o segundo dele no jogo.

Neste primeiro tempo ainda a registrar:
  1. Uma bela e única defesa de Victor num chute de longe quando estava ainda 1 x 0.
  2. Um pênalti em Bertoglio, novidade, não marcado e que, novidade, Batista disse que não foi.
  3. Um cartão amarelo em Bertoglio por "simulação" fora da área.

Segundo tempo:

Gabriel e Souza ficaram no vestiário. E a 1 minuto um zagueiro atorou Bertoglio ao meio. Aos 11 minutos a zaga bateu cabeça de novo e o atacante do Avenida errou um gol que até o Daoaberto faria. O Avenida teve mais uma boa chance até que Leo Gago entrou pela esquerda e deu um canudo. 3 x 0. O jogo ficou ainda mais fácil embora o Avenida conseguisse ainda cabecear na área do Grêmio.  Aos 32 Victor se juntou à ruindade da zaga. Saiu mais errado do que um comentário de isento barato e quase entregou um gol.
Aos 36 minutos o Pofexô gritou: "vamos para cima fazer mais gol baralho". E o time foi e Bertoglio obedeceu. E Batista ficou bem chateadinho. Para terminar o jogo com chave de ouro, Bertoglio, não foi egoista e deixou de fazer para alimentar Moreno. Que mandou por cima. Uma pena.

Nesta altura Gilberto Silva já havia saído. Com suspeita de fratura. E aí Novelhaco? Até quando Obinodone? Que tal um processo nas costas desta gente jurídico?

O Avenida como todo time de Santa Cruz só podia levar fumo. É um time fraco e que luta para não ser rebaixado. Mesmo assim, mostrou a fragilidade dos zagueiros do Imortal na bola aérea. Por outro lado, mesmo descontando a fragilidade do adversário dá para ver que o time está melhorando e ficando com mecânica de jogo.
_____

Como jogaram

Victor: Uma bela defesa no primeiro tempo. Uma saída pavorosa no segundo.
Gabriel: Discreto. Saiu no intervalo.
Werley: Quando exigido deixou cabecear à vontade.
Gilberto Silva: Não é o zagueiro dos sonhos.
Pará: Melhorzinho. É um reserva útil. Vá lá.
Fernando: Este vai longe.
Souza: Não repete as primeiras atuações.
Léo Gago: Repete as primeiras atuações. É útil embora muitos torçam o nariz. Fez um belo gol.
Marquinhos: Afunilou o jogo algumas vezes. Deu algumas belas assistências.
Bertoglio: Novo candidato a Cristo da FGF e de seus capangas, ou melhor, árbitros. Levou um inédito cartão amarelo por simulação fora da área. Fez um gol e se movimentou bastante.
Marcelo Moreno: Para se igualar a Damião só falta casar com uma baranga.
.....
Marco Antônio (Souza): Razoável.
Julio César (Gabriel): Com ele o ataque cresce na parada.
Vilson (Gilberto Silva): Sem tempo.

Pofexô: Está quase merecendo ser promovido a PRofexô. Aos poucos o time está mostrando consistência apesar das lesões.
_____

Jean Pierre: Maloqueiro com nome francês não pode dar certo. Se ele fosse Wellclinson ou Weverlandblueson poderia, quem sabe, ser um bom juiz. Mas o que esperar de um "árbitro" que deu só amarelo numa tentativa de assassinato ocorrida uma semana atrás? A verdade é que enquanto aquele sujeito que é dono de um time, conselheiro de outro (pode isto Arnaldo?) e presidente da FGF não sair de lá, esta situação não mudará.
_____

Bilheteria

Público Pagante: 6.376
Público Não Pagante: 3.374
Público Total: 9.730
Renda: R$ 112.221,25
_____

O jogo no twitter

@seuAlgoz: Só tem ladrão no quadro de árbitro ou o Grêmio é que dá azar?
@Real_gaguinho: Escandaloso o pênalti. (quando Bertoglio foi derrubado)
@seuAlgoz: Esta zaga do Grêmio é pior do que a mulher do Damião.
@Paullo17: que exageroooooo kkkkkk
@seuAlgoz: Tá com pena? Pega pra ti.
@OBonatto: Foi bom esse cartão pro Bertoglio. Vai fazer bem pra ele.
@diesippe: Nosso ídolo, bacana a humildade do Moreno, coisa rara na vida, ainda mais no futebol.
@BlogdoMosquetei: Batista treina muito 0s adversários do Grêmio. Sugere táticas, posicionamento, nem disfarça mais.
@jonasbsilveira: 2º jogador agredido deixa campo com suspeita de fratura em 2 jogos. Saldo do árbitro? 1 amarelo.
@Minwer: Galera saindo mais cedo. É pra ver o BBB?
@BlogdoMosquetei: Noveletto, tu é da mesma TURMA do Ricardo Teixeira. Não vem te fazer de santinho. Pq não sai de licença maternidade?

Olímpico Total


Em vista dos resultados desta noite, o Grêmio pode encaminhar situação confortável para o final do Gauchão, desde que cumpra uma missão que é plenamente possível ser cumprida.

Restam 3 jogos na Taça Farroupilha:
  • Avenida, no Olímpico;
  • Pelotas, em Pelotas;e
  • Caxias, no Olímpico.
Vencendo estes três jogos, trará os jogos das finais da Taça para o Monumental. E mais: em vista do desempenho do Caxias no segundo turno, caso ganhemos a Taça Farroupilha, o segundo jogo da final será na nossa casa.

Então, foco total nos 3 próximos jogos. E quem puder, não tem desculpa para não ir ao jogo desta quinta.

27 de março de 2012

Novelettianas

A resposta de Noveletto às reclamações do Grêmio contra a violência é de que "o Grêmio quer fazer pressão". Noveletto também criticou a rapidez da CBF (sim, criticou a rapidez). O dirigente acredita que a CBF virou Federação Paulista de Futebol e está beneficiando o São Paulo no episódio da pirataria de Oscar.
_____

Noveletto nada disse sobre um conselheiro do SCI ser presidente da Federação Gaúcha de Futebol e ter transformado o órgão em Federação Colorada de Futebol.
_____

Noveletto tem dois sonhos: ser presidente da CBF e ser presidente do SCI.
Não necessariamente nesta ordem.
_____

O futebol gaúcho está precisando muito de Noveletto fora da FGF.

26 de março de 2012

Derradeira tentativa

Vamos fazer uma última tentativa para restabelecer o antigo sistema de comentários. Se funcionar bem, permanece. Se não der certo, iremos migrar definitivamente para o Intense Debate.
_____

Infelizmente continuamos gastando tempo que poderia ser usado em postagens tentando resolver os problemas do gerenciamento dos comentários. Aguardaremos até hoje à noite por uma solução final. Pedimos escusas pelos transtornos.

25 de março de 2012

É um massacre! É um escândalo!

Após o jogo de hoje, fizemos uma pesquisa.
Encontramos um escândalo.
Kléber, jogador do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense vem sendo caçado de forma sistemática e criminosa, neste início de ano. Vejam a estatística abaixo, referente aos jogos do Gauchão. Não está incluído o jogo de hoje.


Os dados confirmam o que todo mundo vê, sem que nenhuma providência seja tomada. Kléber, sozinho, foi alvo de mais entradas faltosas do que os 4 outros jogadores que mais infrações sofreram. Foram 86 faltas. Algo precisa ser feito pela direção do Grêmio. Esta caça deliberada e criminosa não pode continuar. O jogador deixou o campo hoje com suspeita de fratura no tornozelo. Até quando, senhor Noveletto, a Federação vai permitir isso?
_____

A fonte da pesquisa: aplicativo do iG para iPhone.
Os dados podem também ser consultados aqui, na seção "Jogadores".

Vem cá, vitória!

Cruzeiro 1 x 2 Grêmio - Lances do jogo ao final do post.
_____


Foto: @lucasuebel
_____

Primeiro tempo

Grêmio jogou com o quarto fardamento. E começou bem. Vuaden tentava segurar, não dando cartão para cotovelada em Kléber e não dando pênalti claro, quando o zagueiro do Cruzeiro interceptou a bola com a mão. Porém aos 9 minutos, Fernando cobrou falta de forma perfeita e inaugurou o placar. Após o gol, o Tricolor seguiu melhor no jogo, mas sem criar chances. Aos 30 minutos, Victor fez grande defesa (nem vou registrar ter gente que não gosta dele). Aos 37, Marcelo Moreno chegou atrasado em passe de Bertóglio e perdeu o segundo. No final da etapa, Kléber foi derrubado pelo último defensor do Cruzeiro. Vuaden deu cartão? Claro que não.
_____

Segundo Tempo

Gabriel começou o segundo tempo sem repetir o bom primeiro tempo. Kléber continuou sendo caçado em campo (como sempre), até sofrer lesão, aos 13 minutos. Precisou ser substituído. Aos 17, nova intervenção decisiva de Victor (nem vou registrar que ele desagrada alguns). Como sempre, de tanto não querer jogar, levamos o gol num lance em que a zaga (uma vez mais) não pulou. Com o empate, o time saiu da letargia e foi em busca da vitória. Aos 49 minutos, mais um pênalti que o Vuaden "não viu". O bandeira viu e sinalizou. Marcelo Moreno bateu e fez. Mais uma vitória. Esta, quase escapou.
_____

Resumo da ópera

Com 12 pontos, o Grêmio tem 5 a mais do que o segundo colocado, que tem um jogo a mais. Com mais 4 pontos, garantimos a melhor campanha para, no caso de vencer a Taça Farroupilha, levarmos o jogo final para o Olímpico.
_____

Como jogaram

Victor: Duas grandes defesas.
Gabriel: Um primeiro tempo muito bom. Caiu no segundo.
Gilberto Silva: Dedicado. Mas... não é zagueiro. Perdeu na cabeça o lance do empate.
Werley: Jogou 100% do que eu acho que ele joga.
Pará: Boa atuação.
Fernando: Marcou muito e ainda fez o gol.
Souza: Bem.
Léo Gago: Médio desaparecido.
Bertóglio: Bem marcado, não repetiu as atuações de outros jogos. Algumas tentativas, sem sucesso.
Kléber: Lutou (e apanhou) como sempre. Saiu lesionado, após sofrer entrada violenta.
Moreno: Batista o quer fora do time. Isso é um baita elogio. Marcou de pênalti.
.....
Marquinhos (Kléber, 14" 2T): Pouco fez.
Leandro (Bertóglio, 25" 2T): Fez pouco.
André Lima (Souza, 41" 2T): Nada fez.
.....
Luxemburgo: Sexta vitória consecutiva. Mas o time não empolga. Voltou para o segundo tempo pra fazer o tempo passar. Em futebol, isso às vezes mata.
-----
Arbitragem de Leandro Vuaden, com José Antônio Chaves Franco Filho e José Javel Silveira: Vuaden deve estar tendo lições com Simon. Não o senador, o outro. Não deu cartões por jogadas violentas contra atletas do Grêmio. Não deu um pênalti claro. Não ia dar um segundo, mas foi interceptado pelo bandeira. Péssima atuação.
_____

Leitura interessante

Para conhecer a verdade sobre o "Caso Oscar".
_____

Lances do jogo

Vejam aqui.

23 de março de 2012

Na cerimônia do adeus


O Grêmio prepara a cerimônia do adeus ao Olímpico Monumental. Uma das atividades envolverá jogo em homenagem a ex-atletas do clube. Nomes como Airton Ferreira da Silva, Alcindo e outros que fizeram a história do clube antes do início da era dos grandes triunfos, certamente serão lembrados.

Abaixo, os jogadores que iniciaram jogando nas maiores conquistas do clube, incluindo também o time de Telê Santana. Esta, para mim, a formação que deu a partida para as minhas melhores lembranças no mundo do futebol. Relembrem as formações e escolham quais, na opinião de vocês, devem participar da festa de despedida. Na minha, tirando dois deles, todos os demais deveriam ser.

O time de Telê: Corbo; Eurico, Cassiá, Oberdan e Ladinho; Vitor Hugo, Tadeu e Iúra; Tarciso, André Catimba, e Éder. Técnico: Telê Santana.

Time Campeão do Brasil de 1981: Leão; Paulo Roberto, Newmar, De León e Casemiro; China, Paulo Izidoro, Vilson Tadei; Tarciso, Baltazar e Odair. Técnico: Ênio Andrade.

Time Campeão da Libertadores de 1983: Mazaropi; Paulo Roberto, Baidek, De León e Casemiro; China, Osvaldo e Tita; Renato, Caio e Tarciso. O gol da vitória foi marcado por César, que entrou no segundo tempo. Técnico: Valdir Espinosa.

Time Campeão do Mundo de 1983: Mazaropi; Paulo Roberto, Baidek, De León e Paulo César Magalhães; China, Osvaldo e Mário Sérgio; Renato, Tarciso e Paulo César Caju. Técnico: Valdir Espinosa.

Time Campeão da Copa do Brasil de 1989: Mazaropi, Alfinete, Luiz Eduardo, Edinho e Hélcio; Jandir, Lino, Cuca, Assis; Nando, Paulo Egídio. Técnico: Claudio Duarte.

Time Bi-Campeão da Copa do Brasil de 1994: Danrlei; Ayupe, Paulão, Agnaldo e Roger; Pingo, Jamir, Émerson e Carlos Miguel; Fabinho e Nildo. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Time Bi-Campeão da Libertadores de 1995: Danrlei; Arce, Adilson, Rivarola, Roger; Dinho, Goiano, Arilson e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Jardel. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Time Bi-Campeão do Brasil de 1996: Danrlei; Arce, Rivarola, Mauro Galvão e Roger; Dinho, Goiano, Émerson e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Zé Alcino. O gol da vitória foi marcado por Aílton, que entrou aos 30 minutos do segundo tempo. Técnico: Luis Felipe Scolari.

Time Tri-Campeão da Copa do Brasil de 1997: Danrlei, Arce, Rivarola, Mauro Galvão e Roger; Otacílio, João Antônio, Émerson e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Rodrigo Gral. Técnico: Evaristo de Macedo.

Time Tetra-Campeão da Copa do Brasil de 2001: Danrlei; Marinho, Mauro Galvão, Polga; Anderson Lima, Tinga, Roger, Zinho e Rubens Cardoso; Luiz Mário e Marcelinho Paraíba. Técnico: Tite.

22 de março de 2012

Carência e testes

O time, ontem, não teve uma boa jornada. Em parte porque achou que o jogo estava ganho, em parte em função de algumas fragilidades gritantes. Tão gritantes, que até as pulgas de alguns sócios de um outro clube da cidade sabem que existem. Por exemplo: não temos zagueiros. Saimon, muito bom por baixo, foi sentenciado: é muito baixo para ser zagueiro. Então, vivemos (?) de improviso (Gilberto Silva) e sobressaltos (Naldo ou Werley). Aliás, nunca antes na história deste país três zagueiros me pareceram tão iguais. Werley é igual a Naldo que é igual a Rafael Marques. E olha, dos três, o Marques tem um pouco mais de condições, porque falha, mas não de forma tão bisonha e primária como os outros dois.

Para mim está claro que Luxemburgo usou o jogo de ontem para fazer experiências. Colocou Bertoglio e Pará para ver como o time se comportava com eles. Agora, vai tirar as suas conclusões e seguir o baile. Vitória no domingo praticamente garante o primeiro lugar do grupo na Taça Farroupilha.
_____

Os lances do jogo

Vejam aqui, os principais lances do jogo Grêmio 3 x 1 River Plate-SE e alguns comentários típicos de Batista.
_____

O Estatuto do Torcedor vale?

Tem clube aí que não apresenta os laudos previstos na lei. Se acontecer um acidente, quem será o responsável? Alô, autoridades! Alô, CBF!, Alô, FGF!
_____

Sobre os comentários

Parece que o vento levou os comentários antigos. Não conseguimos mais restabelecer o sistema anterior. O nome servidor oferece algumas boas funcionalidades. Exemplo, os posts mais comentados podem ser mostrados. Vejam na coluna à direita os "Top 10 posts". Valem apenas os comentários feitos já no novo sistema.

21 de março de 2012

Sopa de jiló sem sal

Grêmio 3  x 1 River Plate

Foi o Grêmio começar a ir bem e o blog começou a ir mal. Problemas nos comentários. Necessidade de por este sistema novo, que eu não gostei. Não dá para citar twitters que os posts não aparecem. Estava tudo confuso até que eu descobri a causa. O Google mudou o blogspot e, sem avisar ninguém, mudou de blogger.com para blogger.com.BR. Aí eu pergunto: alguma coisa com Brasil no meio tem chance de dar certo? Algum país que tem um Dilmão de presidente, mas que prefere ser chamada de presidanta, pode dar certo?
Enfim: de tão irritado larguei a bomba na mão do Arigatô. Até porque ele andava meio folgado.
Mas voltei e vamos ao jogo.
_____

Primeiro tempo (1 x 1)

Já falei aqui. Tenho nojo de "jogo jogado" na véspera. Sempre que vem um timeco jogar em Porto Alegre o Grêmio complica. Quem começou complicando foi o Pofexô. Fez um agrado para a torcida colocando o Bertóglio desde o início, mas sorrateiramente, aproveitou para colocar o peixinho Pará.
Desde a entrada em campo o time foi mole. E a história do Imortal mostra que o Grêmio só é Grêmio quando joga a morrer. E estava jogando a dormir. E cheio das firulas. Ninguém se mexia. Todo mundo escondido atrás dos pobres zagueiros do River brasileiro.
Tanto fizeram que antes do 10 minutos a defesa, que já é ruim quando joga séria, jogando mole fez uma lambança. Foi uma jogada ridícula e River 1 x 0. Os corneteiros do twitter aproveitaram para encher o saco do Victor. Eu que o critiquei muito o ano passado não sei onde viram falha dele. Quem falhou foram os 4 patetas que formam a zaga do Grêmio.
Nem o gol acordou os jogadores. O próprio gol de empate, depois de boa jogada de Kleber, só saiu depois do Moreno pisar na bola, se atrapalhar e conseguir empurrar para a rede depois de 3 tentativas.
Ninguém jogou bem no primeiro tempo. E a defesa toda conseguiu ir ainda pior.

Segundo tempo ( 2 x 0 )

Aos 7:25 minutos Fernando sozinho, parado, foi dar um passe lateral de 10 metros e acertou um torcedor que estava nas cadeiras. Aos 8:30 minutos Bertóglio levou uma voadora na área. Pênalti, mas o careca catarinense fez que não era com ele. Com 10 minutos, o River com um jogador a menos, resistia sem muito esforço.
O Tricolor mostrava uma afobação e um certo nervosismo inexplicáveis. Jogava com um a mais, teria que tomar dois gols para cair fora mas dava um jeito de embolar tudo.
Leo Gago entrou e logo deu um bago que o goleiro espalmou meio de susto. Isto ao 20 minutos de pressão mas nenhuma chance. Aos 21 minutos Werley mostrou que, ao contrário do Rafael Marques não é um perigo nas duas áreas. Ele só é perigoso na área do Grêmio. Não joga nada esta indicação do Pofexô.
Aos 27 minutos André Lima entrou mas quem assustou foi o River. Aos 32 minutos Marquinhos deu um mamão com açucar e Werley aproveitou para tentar me desmentir. Não convenceu. 2 x 1. Leo Gago fez o terceiro e tudo se acomodou.

Eu penso que o Conselho Deliberativo, o presidente, o Pelaipe, o porteiro do Olímpico, o nutricionista destes jogadores mimados, qualquer um destes citados deveria chegar nos jogadores e no treinador e prometer um rabo de tatu no lombo sempre que o "jogo jogado" não for realmente uma vitória fácil ainda no primeiro tempo. Torcedor paga pelo espetáculo. Pega trânsito engarrafado. Como lanche em qualquer lugar ficando sujeito a diarréia e botulismo. Deixa uma mulher em casa pronta para reclamar na volta. E depara com um jogo pobre, time desinteressado. Leva susto. E acaba com uma pelada para comentar no outro dia. Os 20 mil que foram ao jogo não merecem isto.

_____

Como jogaram

Victor: Boas defesas e sem falha no gol.
Gabriel: Mole e discreto.
Gilberto Silva: Não é zagueiro.
Werley: Eu daria ele e mais 3 milhões pelo Rafael Marques.
Amapá: Peixe é peixe. O problema é que começa a feder muito rápido.
Fernando: Não repetiu as últimas atuações.
Souza: Muito discreto. Saiu para entrar Léo Gago.
Marco Antônio: Vaiado. Alguns bons passes mas voltou a ser o velho invisível.
Bertóglio: Correu muito. Mas os outros não estavam afim de jogar.
Kleber: O de sempre. Para ele não tem "jogo jogado". Por causa disto, o melhor do time.
Moreno: Centro-avante bom é aquele que faz gol até quando se atrapalha. Mas não jogou nem perto do que pode.
.....

Leo Gago (Souza): Entrou pelo menos com vontade. Foi premiado com um gol.
Marquinhos (Marco Antonio): Entrou muito bem.
André Lima (Moreno): O André Lima que jogou melhor foi o que estava no gol do River.

Pofexô: Inventou o Amapá e ainda por cima não soube fazer o time entrar com vontade. Leva um amarelo pelo que deixou de fazer.
_____

Careca de Santa Catarina: Pois o Duda Tajes twitou que "todo juiz careca é ladrão". Dito.

Dia de Copa do Brasil

Hoje, é dia de compromisso com o Grêmio e com o Olímpico. Mais um dos últimos jogos do nosso querido estádio. Todos ao Monumental. O time toma forma e já inspira confiança. Resta ajustar a defesa e estaremos prontos para qualquer empreitada.
_____

A maior torcida do Rio Grande

Ontem foi divulgada mais uma pesquisa que coloca, uma vez mais, o Grêmio como detentor da maior torcida do estado. Há dados muito relvantes. Leia a íntegra aqui.
_____

Tweets dos ImparSCIais 

Listamos abaixo os tweets de ontem dos ImparSCIais.
Visitem também o site:http://imparsciais.com
  • Post: Reforma do Beira-Rio impressiona e Fifa cogita transferir local da final da Copa http://bit.ly/GEXvsG
  • Historiador: caneta que Presidente Luigi usou no contrato com a AG vale mais que caneta da assinatura da Carta Testamento de Getúlio Vargas.
  • Como será inaugurado só em dezembro de 2013, novo Beira Rio será mais novo do que a Arena do Grêmio.
  • Pesquisa distorcida http://migre.me/8mnZp pode ser anulada pelo Supremo.
  • Inter pensa em contratar Messi para fazer sombra a Jajá.
  • Trabalhos recomeçam no Beira Rio. FIFA encantada com a velocidade da obra.
  • A qualquer momento mais informações quentes e isentas sobre o futebol do estado do estádio da Copa.
  • Inter, submetido a maratona desumana, terá que viajar a Canoas no sábado.
  • Torcedores colorados, não deixem de ler denúncia exclusiva sobre a Arena do Grêmio: http://bit.ly/za9vuK
  • Colorados seguem ImparSCIais em massa. É uma alegria poder conviver com a maior e mais vibrante torcida do Brasil.
  • Grêmio desrespeita torcedor, atrasa jogo e, agora, desrespeita o Tribunal se negando a pagar multa insignificante de R$ 100 mil.
  • Video que emoldurou assinatura do contrato do Inter com AG pode concorrer ao Oscar. São Paulo tenta impedir.
  • Nesta quarta, enquanto o Inter enfrenta todos os rigores da altitude, Grêmio pesca em águas tranqüilas.
  • São Paulo tenta prejudicar menino Oscar. Jurídico do Inter está atento, em proteção ao garoto.

20 de março de 2012

A mentira como estratégia de marketing

Os morangos sempre se notabilizaram por inventar "verdades" e as reproduzir até à exaustão. A técnica é conhecida e foi muito aplicada na história do clube, antes mesmo de ser usada por Goebbels, no tempo em que exerceu o cargo de ministro da propaganda de Hitler. O princípio é simples: "Uma mentira repetida muitas vezes vira verdade". Assim foi, por exemplo, com a alcunha "clube do povo". Esta é até previsível. Afinal, um dos fundadores teve contato profissional direto com a palavra: trabalhou em jornais chamados Echo do Povo e Gazeta do Povo. Nada mais normal do que chamar a associação que fundara de "clube do povo". Uma das mentiras mais trabalhadas é a de que possuem a maior torcida do Rio Grande, esta até impressa em tinta no boné do estádio.

A estratégia profissionalizou-se e, nos dias de hoje, as ferramentas de disseminação se ampliaram. Profissionais de marketing trabalham para amplificar coisas corriqueiras e, é claro, também mentiras, dando-lhes superdimensão. Tudo que acontece lá é grandioso, monumental, único. No vergonhoso episódio da assinatura do contrato, mais festejado pela cúpula do que uma conquista de título, mais uma mentira foi plantada para emprestar grandeza onde ela não pode ser encontrada.

No discurso que selou a assinatura do aluguel do estádio, certamente em peça retórica preparada pela área de "inteligência" do clube, Giovanni Luigi sentenciou: "O Internacional entra para a história do futebol ao ser o único clube a sediar duas Copas do Mundo em um estádio particular". Aliás, chama a atenção o fato de eles sempre estarem querendo "entrar na história". Talvez Freud explique. Mas voltemos à frase: "O Internacional entra para a história do futebol ao ser o único clube a sediar duas Copas do Mundo em um estádio particular". Em primeiro lugar, é preciso saber que isso não tem nenhuma importância. É algo bobo. Em segundo lugar, e isso é mais sério, precisa-se dizer que isso é uma gorda mentira, uma lorota que será repetida até que pareça verdade e que alguns passem a lhe dar algum valor.

Nem é preciso pesquisar muito para desmascarar esta subversão da verdade. Os países que tiveram Copas repetidas foram Itália (1934 e 1990), Brasil (1950 e 2014), Alemanha (2006 e 1974), França (1938 e 1998) e México (1970 e 1986). Por palpite e certa familiaridade com a língua, iniciei pela Itália. Nem precisei ir ao final da lista de cidades-sede. Logo na terceira a mentira caiu por terra ferida de morte: o Nápoli sediou Copas no estádio Ascarelli e, depois, no San Paolo. Quem tiver disposição para procurar, certamente vai encontrar outros clubes com este "feito extraordinário" no currículo.

Mas, por que um post sobre isso? Apenas para marcar mais uma mentira moranga e chamar a atenção de que a entrada de profissionais na área de marketing do aterro não mudou a técnica de mentir, mentir mentir, para fixar "verdades". De alguma forma elas devem atuar como bálsamo a um crônico complexo de inferioridade que os acompanha e acompanhará pelo remendo de aluguel afora.
_____

Conversa com passarinho

O Gaguinho desconfia que poderá haver "surpresa" quando o pacote do contrato for completamente aberto. Buscando informações, ontem questionou por duas vezes o prefeito da cidade, pelo twitter. Perguntou se algum projeto adicional será enviado à Câmara de Vereadores, concedendo algo mais para os parceiros. Fortunati não respondeu. O Gaguinho teme ter criado algum constrangimento ao prefeito.
_____

O Artigo 23

Pelo artigo 23 do Estatuto do Torcedor (Lei 10,671), "a entidade responsável pela organização da competição apresentará ao Ministério Público dos Estados e do Distrito Federal, previamente à sua realização, os laudos técnicos expedidos pelos órgãos e autoridades competentes pela vistoria das condições de segurança dos estádios a serem utilizados na competição". O Decreto 6.795, define os laudos que devem ser apresentados: 1) de segurança; 2) de vistoria de engenharia; 3) de prevenção e combate de incêndio; e 4) de condições sanitárias e de higiene. Será que o "estádio da Copa" já apresentou estes laudos? Há quem afirme que não. Algum profissional responsável assinaria tais laudos com o estádio naquelas condições? Será que o "estádio da Copa"está irregular?
_____

Aliás

Antes da assinatura do contrato de aluguel, a Copa era de Porto Alegre, dos gaúchos. Imediatamente após a cerimônia, a Copa voltou a ser "deles", só "deles". Deixa estar.
_____

Errata: Há questionamentos sobre o atual estádio do Nápoli ser privado. Parece que realmente é municipal. Mas isso não invalida o post. Há, nos comentários, diversas indicações de estádios de clubes que sediaram duas Copas.

19 de março de 2012

Brasileirão: mais jogos aos domingos no Olímpico

O Grêmio chiou e funcionou. A CBF alterou a tabela do Brasileiro. Pela nova distribuição de jogos, o Grêmio atuará 11 vezes aos domingos em Porto Alegre. No primeiro turno, serão 4 jogos às 16:00h e 2 às 18:30h. As partidas do segundo turno ainda não têm horários definidos, mas haverá 5 jogos aos domingos no Olímpico.

A data perfeita

Pressente da AG informa que a obra do puxadinho do aterro deve começar no dia Primeiro de Abril. Esperado, conforme o Gaguinho já antecipara.

Não acredita? Veja aqui.

A importância de somar pontos



Mais do que jogando bem, o Grêmio está acumulando pontos que podem ser muito importantes ao final do campeonato. Está escrito no Artigo 10 do Regulamento do Gauchão:
ARTIGO 10º - A Fase Final do CAMPEONATO GAÚCHO reunirá os vencedores das Taças “Piratini” (1º Turno) e “Farroupilha” (2º Turno), que disputarão, em dois jogos, o título de Campeão Gaúcho/2012.

§ 2º - O mando de campo do 2º (segundo) jogo da Fase Final será da equipe que tenha obtido o melhor retrospecto técnico desde a 1ª (primeira) Fase, com exceção dos “mata”, na ordem dos seguintes critérios:

a) maior número de pontos;
b) maior número de vitórias;
c) maior saldo de gols simples;
d) maior número de gols a favor;
e) menor número de cartões vermelhos;
f) menor número de cartões amarelos;
g) sorteio na sede da FGF, com a presença de integrantes das equipes interessadas.
O Caxias, que já está na final, somou 17 pontos na Taça Piratini. Na Taça Farroupilha, está com 3 pontos e pode chegar ao máximo de 15. Faria um total de 32 pontos. O Grêmio fez 13 pontos no primeiro turno. Está com 9 e pode chegar a 21. Se fizer 19, somará os mesmos 32 do Caxias, indo o desempate para o número de vitórias, saldo de gols etc. Nestes itens, a probabilidade de dar Grêmio é muito grande (atualmente temos 7 vitórias contra 6 do Caxias e um saldo de gols muito maior).

Assim, precisamos chegar ao final da Taça Farroupilha com, no mínimo, 4 pontos a mais do que o Caxias, trazendo o jogo de volta da final para o Olímpico. Para garantir no número de vitórias, podemos empatar, no máximo 1 jogo.

Isso tudo valerá, é claro, se o conquistarmos a Taça Farroupilha, chegando à final do Gauchão 2012.
_____

Novo sistema de comentários

Para comentar, clique no título do post ou na hora do post. Para mais informações, leia o aviso na coluna à direita.

18 de março de 2012

Motor de 1 tempo

Veranópolis 1 x 4 Grêmio

Veja os gols aqui.

Primeiro tempo

O Vernópolis veio com credenciais. De boa campanha em casa e uma série de vitórias com escores elásticos. Enfim, um teste para a nossa defesa? O jogo, antes da bola rolar, prometia. Pois o jogo mal começava e... aos 2 minutos Léo Gago bateu falta. Gilberto Silva subiu e a bola acabou no fundo da rede. Na saída do centro, Victor sofreu carga no ar dentro da área. Há quem não tenha visto a falta e lamentado o gol anulado. Aos 19, Marcelo Moreno, em chute de fora da área, fez o 2 x 0. Aos 24, Fernando, num belo chute de fora da área fez o terceiro. Aos 41, Gabriel chutando por cobertura fez o quarto. Foi um primeiro tempo com o time jogando e quase não deixando o VEC jogar. Victor fez apenas uma grande defesa.

Segundo tempo

Nitidamente o time voltou em marcha lenta. Obviamente, o futebol é imutável: levamos gol aos 30 minutos. Afinal, é sempre assim: quem abdica de jogar, é punido. Após o gol, com a entrada de Bertoglio, o time voltou a tentar o gol. Mas faltou qualidade de arremate.
_____

Resumo da ópera

Um primeiro tempo muito bom. Um segundo tempo onde nitidamente faltou vontade de jogar.
_____

Como jogaram

Victor: Uma boa defesa no primeiro tempo. Outra no segundo.
Gabriel: Um gol e boa atuação.
Werley: Regular, no sentido de apenas razoável.
Gilberto Silva: Boa partida.
Julio Cesar: Apoiou bem, mas pecou no penúltimo lance.
Fernando: Bem na marcação e um golaço.
Souza: Não repetiu outras atuações. Foi bem, mas pode render mais.
Léo Gago: Bem na marcação e no apoio.
Marco Antônio: Apagado.
Kleber: Um bom primeiro tempo. Abusou de errar jogadas no segundo tempo.
Marcelo Moreno: Boa presença na área adversária. Um gol.
...
Bertoglio (Marco Antônio): Muita movimentação.
André Lima (Marcelo Moreno): Foi André Lima.
Pará (Julio Cesar): Sem tempo.
...
Vanderlei Luxemburgo: O time mostra nítidos avanços. Faltou (?) dizer para o time não parar no segundo tempo.
-----
Arbitragem de Fabrício Neves Corrêa, com Altemir Hausmann e José Inácio Souza: Bem.
_____

O melhor no Twitter @ImparSCIais
  • Veranópolis tem gol mal anulado e desiste do jogo.
  • Kleber erra gol que Jajá não erraria e consolida média inferior a 1 gol por partida.
  • Garoto propaganda vira técnico do Grêmio. Poderá dar certo?
  • Acredite: Grêmio vai pagar por Bertoglio o mesmo valor do preço de Jajá. Super valorizaram o argentino.
  • Já são 7 minutos do segundo tempo e o Grêmio segue vencendo por apenas 4 x 0.
  • Seria muito importante saber se Luxemburgo está em dia com o CREF.
  • 27 minutos. No segundo tempo, VEC e Grêmio segue empatado em 0 x 0.
  • Grêmio perde o segundo tempo para Veranópolis e deixa interrogação sobre o seu futuro no Gauchão e na Copa do Brasil.
_____

Novo sistema de comentários

Para comentar, clique no título do post ou na hora do post. Para mais informações, leia o aviso na coluna à direita.

É o Bayern

O twitter do Lucas veio com um :( Sinal de tristeza. Informava que o adversário acertado para a festa da inauguração é o Bayern de Munique. Lucas queria o Liverpool, com ele atuando um tempo em cada time.

Aliás, o Bayern não deverá sentir diferença. A Arena do Grêmio está no nível da Allianz Arena.
_____

Ainda decidindo se vou ou não à serra para ver o jogo ao vivo. A experiência do Cerâmica foi muito negativa: fila quilométrica para ver o jogo, entrada no estádio com o jogo em andamento e polícia bloqueando o acesso à arquibancada.
_____

Obs: clique no título do post ou no horário da postagem para comentar e ler comentários

17 de março de 2012

Testando IntenseDebate

O que conseguimos até agora: clique no título do post ou no horário da postagem para comentar e ler comentários.

Problemas com os comentários

O servidor de comentários engasgou. O seu Algoz jura que pagou a anuidade para a JS-Kit, Echo, Haloscan e o escambau. Estamos verificando o que acontece. Pedimos escusas aos nossos leitores pelo transtorno.
_____

Aparentemente o servidor do Echo (JS-Kit, Haloscan...) está boicotando o Imortal Tricolor. Temporariamente (ou não) vamos utilizar o servidor de comentários do Blogger. A notícia (talvez) ruim é que os comentários anteriores a hoje ficarão ocultos. Esperamos normalizar o fluxo de comentários logo, com ou sem os serviços da Echo.

16 de março de 2012

Incompetência, venalidade ou os dois?

Sob a óptica moral, ser corrupto é muito pior do que ser incompetente. Já sob a óptica do resultado do trabalho, corrupção e incompetência levam geralmente ao fiasco e ao descrédito.

Não fomos nós blogueiros que inventamos os isentos baratos. Foi Aff...tato, um morango que conhece todos os cantos, poeiras, traças e, agora, todas as macegas do Cheira-Rio que falou:
Eu descobri que a imprensa é muito barata.
Verdade ou mentira não sou eu quem vai sentenciar. Mas com certeza, a imprensa esportiva gaúcha é muito ruim e sem nenhuma credibilidade. Se por venal, por incompetência ou, possivelmente pelas duas causas, seus membros não cansam de mostrar que credibilidade passa longe das redações de jornais e dos microfones das rádios e das televisões.

É triste constatar isto, porque todos nós dependemos de informações corretas e fidedígnas. E quando não se pode acreditar no que se lê ou escuta, fica-se perdido e, principalmente, descrente da humanidade.

Dois exemplos dos 2 últimos dias são eloquentes sobre isto.

Na quarta-feira, um radialista tão medíocre quanto gordo saiu a gritar impropérios e palavras de baixo calão no twitter só porque alguns ousaram contestar suas opiniões. Vai ver é por isto que não consegue subir na carreira mesmo estando em uma rádio (no caso a Band) que ninguém ouve.

Ontem foi ainda mais patético. Façamos uma cronologia:
  1. Pela manhã, alguém lembrou que ontem terminava o prazo que Tarsão Dilmão havia dado para ser assinado o contrato da reforma do aterro. Prometera buscar outra alternativa. O que ele fará? Foi a pergunta de todos os portoalegrenses interessados no assunto.
  2. Pois Tarsão Dilmão disse que "a relação com a AG havia se esgotado". Não haveria mais nhém-nhém-nhem. O que fez na prática? NADA.
  3. Pouco depois Gigio Unhas de Cristal corroborou que não tinha nada a mais a conversar com a construtora.
  4. Começaram a chover críticas a Tarsão no twitter. #tarsomentiroso e outras hastags conhecidas pipocavam o dia todo.
  5. No Sala de Redação discutiu-se exaustivamente o "Plano B". E o que era o Plano B? Uma impossível reunião de construtoras gaúchas em substituição à AG. Impossível porque quem tem um mínimo de conhecimento de economia (o que significa reconhecer dinheiro e a diferença de valor entre as diferentes notas) sabe que não se faz um negócio de 330 milhões em 30 dias. E, diga-se, quem tiver este conhecimento mínimo de economia e um pouco que seja de decência não formula esta hipótese, sob pena de cair no ridículo e no descrédito.
  6. Durante a tarde continuavam as críticas à construtora que, diga-se de passagem, defendia seus interesses legítimos. Dizia-se que ela deveria cumprir o contrato. Como se este já tivesse sido assinado. E como se não constasse nele uma cláusula de que ela poderia desistir até 100 dias da assinatura sem ônus. Neste ponto, políticos aliaram-se aos incompetentes, baratos ou incompetentes e baratos jornalistas para confundir a opinião pública. E para fazer com que Tarsão pudesse ficar esquecido num canto, em relação a sua promessa de partir para um plano B.
  7. No final da tarde, "apenasmente" o Chefe de Equipe esportiva do maior conglomerado jornalístico do estado, invade o estúdio para afirmar que o contrato havia sido assinado em silêncio um pouco antes.
  8. O site de esportes do conglomerado logo repercutiu: AG E INTER ASSINAM O CONTRATO, foi a manchete. Louvava o chefe de esportes e prometia em breve mais detalhes.
  9. Minutos depois a manchete mudava: AG E INTER TERIAM ASSINADO O CONTRATO. No texto ainda falava em informações contraditórias.
  10. Mais alguns minutos e a manchete era: TUDO PRONTO PARA A ASSINATURA DO CONTRATO. E o nome do chefe de esportes foi retirado do corpo da notícia.
  11. Pouco depois os políticos informavam que o presidente da AG havia ligado informando que estava efetivamente tudo pronto. "Mas não há comemoração ainda devido aos antecedentes". Tiveram o cuidado de acrescentar.
  12. Depois a data da assinatura seria anunciada hoje.
  13. Hoje Gigio Unhas de Cristal afirma que ainda há exigências que ele não aceitará.
Moral da história?
A primeira é de que esta é uma história imoral.
A segunda é que em uma empresa séria, já teria ocorrido demissão em massa dos "jornalistas" causadores da história mentirosa ou no mínimo descuidada que passaram à população.
A terceira é que em um país sério, os políticos teriam cumprido a promessa, sob pena de serem considerados bravateiros inconsequentes. Mas quem disse que este é um país sério?
A quarta e mais importante para mim: se for assinado ou não este contrato, os grandes derrotados são os jornalistas esportivos gaúchos e os políticos. Se a imagem deles já não era boa, agora, utilizando um velhíssimo e batido jargão, ficou mais suja do que pau de galinheiro. E esta, é bom saberem, não conseguirão limpar. Já estão marcados como incompetentes, mentirosos, talvez venais, provavelmente baratos, e sim, sem credibilidade nenhuma.

Aleluia!

As notícias são alvissareiras. No treino de ontem no Olímpico, o técnico Luxemburgo treinou cruzamentos, treinou bola aérea e treinou finalizações.  Vou repetir: treinou finalizações.

Mais do que treinar, parava o treinamento e chamava atenção do jogador que executava mal um lance.

Estaremos entrando em um novo tempo no Olímpico, no qual profissionais são cobrados por não executarem bem os fundamentos da profissão? Aleluia!
_____

Também nos chega a notícia de que o possível adversário para o jogo inaugural da Arena é um dos classificados para as quartas de finais da Liga dos Campeões da Europa. Ou seja: Barcelona, Real Madrid, Milan, Chelsea, Bayern de Munique, Olympique de Marselha, Benfica ou Apoel Nicosia.

Numa rápida análise, descartamos Barcelona, Benfica e Nicosia. Tivéssemos que apostar, colocaríamos fichas no Real Madrid e no Chelsea, carregando mais no clube madrilenho. O time contactado virá, desde que não seja campeão da Liga, situação na qual não teria agenda para o confronto.

Da Europa, Lucas Leiva sugere o Liverpool, com ele atuando um tempo em cada time. Também uma boa opção, mas descartada neste momento.

15 de março de 2012

É hoje? Claro que não Zé Mané

Pois em primeiro de março do ano da graça de 2012 Tarsão amigo do Dilmão, do alto de suas convicções e poderio mandou avisar:


O governador Tarso Genro embarcará nesta sexta-feira para Brasília, de onde partirá, no sábado, para a Alemanha, para participar da Feira de Hannover acompanhando a presidente Dilma Rousseff.

Antes de viajar, Tarso, que retorna da Europa no dia 8, estabeleceu um prazo para a resolução do impasse que paralisa a reforma do estádio Beira-Rio. Segundo o governador, se as negociações envolvendo o Inter, a construtora Andrade Gutierrez e o Banrisul não estiverem concluídas em 15 dias, o Piratini apresentará uma alternativa para garantir a Copa no Estado.
Link aqui.
Acontece que hoje vence o prazo. E o cumprimento da ordem pode-se ver na foto abaixo.

Cheira-rio em obras de acordo com ordens do Tarsão Dilmão

Esta foto, queridos, poucos e singelos leitores, saiu só na BBC de Londres como exemplo dos preparativos do Brasil para a Copa de 2014.
Pois está na hora de duas coisas acontecerem:
  1. Tarsão Dilmão mostrar se é homem de palavra e de responsabilidade;
  2. O timinho mudar o início da letra de seu hino. Devem passar a cantar: "vergonha do desporto nacional ó intercaldas que eu vivo a chorar ..."
Mas neste país em que presidente da república pensa que se consegue as coisas aos berros e governadores gostam de prometer só para depois se divertirem com o não cumprimento das promessas, vocês podem esperar sentados.

14 de março de 2012

O fim de uma farsa

Convidamos nossos leitores a lerem o post que acabou com a farsa.
Cliquem e leiam.

Até um dia Otávio


O futebol, esta paixão que dribla a lógica, nos faz vibrar, chorar, gritar de felicidade e ódio, esquecer as agruras da vida. O Grêmio, mais do que qualquer outro time do mundo, nos faz sentir a vida mais leve e mais merecedora de ser vivida.

Dentro do futebol, poucas coisas foram mais emocionantes do que a história do menino Otávio. Aos que não lembram: garoto de 7 ou 8 anos em estágio de câncer terminal, teve um milagroso sopro de vida ao receber a visita de Adilson. De paciente que não conseguia mais sair da cama e não se alimentava mais, recuperou-se a ponto de pedir para entrar em campo com o Grêmio. No colo de Victor achou mais vida no carinho dos jogadores e da torcida a ponto de ser liberado para voltar para casa. Por mais alguns meses brincou, correu, visitou amigos vejam só.  Agora a doença o levou.

Levou Otávio mas deixou aqui esta magnífica e emocionante criação do Grêmio chamada Desejo Azul. Iniciativa que enche a todos nós Gremistas do mais profundo orgulho. E que deveria ser imitada por todos outros clubes.

Levou Otávio mas deixou sua história ocupando lugar de grande destaque nas minhas memórias para todo o sempre. No mesmo patamar ou até um pouco acima das lembranças dos grandes títulos que o Imortal conquistou e conquistará.

Levou Otávio mas deixou a certeza de que a vida sim, apesar das agruras e incômodos, vale a pena ser vivida. E deixou também uma esperança, ou mesmo um outro Desejo Azul. Desejo de que haja alguma coisa por trás da escuridão da morte. E que lá esteja Otávio, e estejamos nós um dia, olhando distraidamente, entre uma festa e outra, para os objetos de nossa paixão aqui embaixo.


13 de março de 2012

Luzes, câmeras... pffffff

Não é raro ver jogadores com bom potencial desaparecerem de cena, sem sentirem o sabor do sucesso e quiça da glória que poderiam alcançar. Talvez tudo tenha início no prematuro assédio que sofrem na base ou, quando têm rápida passagem pela categoria, pela chegada à "idade adulta" sem o cultivo dos fundamentos básicos do futebol.

A falha mais gritante que se pode ver num atleta profissional de futebol é não saber chutar uma bola. A quantidade de atacantes que não dominam esta habilidade, vital para suas sobrevivências, impressiona. Em 2006, de tanta indignação com as péssimas finalizações do time treinado à época por Mano Menezes, por brincadeira, sugerimos a criação de um equipamento retificador de pontaria: o Arigagol (leiam aqui).
_____

Por que profissionais não se preparam adequadamente para exercer a profissão? Conforme dissemos, vemos uma razão e dois nascedouros para ela. Na base, o menino sofre a pressão da urgência em mostrar que ele é o cara. É preciso que, com 14 anos, já seja reconhecido como um  novo Pelé. Então, ao invés de treinarem exaustivamente e aprenderem corretamente fundamentos como o cabeceio, o passe, o chute mortal, lá vão eles treinar embaixadas com voltinhas, com o ombro, com a cabeça, com o queixo, com o nariz, com a língua e com as amígdalas.

Tudo faz parte do preparativo para o ritual de "semostração". Resultado prático: firulentos com filmezinhos vistosos no youtube, mas que nos jogos passam a vergonha do chute fraco ou torto, da conduzida de bola mal feita, do cabeceio imperfeito.
_____

Se não passam pela base e são descobertos já quase em idade de tentar a vida na categoria profissional, o efeito final é o mesmo. No momento em que passam a figural no elenco principal, devem portar-se como estrelas prontas e acabadas para os shows. Não fica bem uma estrela ser flagrada treinando pontaria, condução de bola, passe, cabeceio. Afinal, as câmeras estão por todos os ângulos e onde já se viu um novo Pelé ser visto treinando fundamentos? Falta de treinamento básico: este é o início do fim de muitas carreiras. Os clubes carregam grande parte da culpa por este desperdício.
_____

Escrevi tudo isso, porque li sobre o empréstimo de Júnior Viçosa para o Goiás. Um caso típico de jogador com bom potencial, a quem não deram a tarefa básica de treinar o fundamento do chute. Se ao invés de ter ido para o Sport, tivesse ficado o ano de 2011 inteiro treinando finalizações, sua grande carência, poderia hoje estar despontando como uma grande promessa de atacante. Mas, parece que aprender é uma vergonha muito grande no milionário mundo do futebol profissional.

Então, hoje, vai-se Viçosa. Amanhã, vão-se João, Pedro e Paulo e ninguém faz nada para estancar a mortandade de talentos. Uma lástima.

12 de março de 2012

Dois motivos para abrir os oglios

Há quem não veja algo errado. Pensamos que não seja coincidência. Na Taça Farroupilha, das 7 partidas nas quais o Grêmio atuará, 6 serão no escaldante horário das 16 horas, quando as temperaturas beijam os 40 graus. Atuar nestas condições, significa desgaste físico extra e risco de lesões. Do outro lado, a grade de jogos marca apenas 1 jogo para o mesmo horário: o da última rodada, quando todos os jogos devem ser disputados ao mesmo tempo. Os demais serão jogados às 18h30min ou às 21 horas. Acaso?

No Brasileiro, o Grêmio amargará outro tipo de prejuízo: o de jogar menos partidas em casa aos finais de semana, conforme demonstra este texto do André Kruse.
_____

Abram os oglios

Se já não o fez na noite de ontem, a Direção do Grêmio deve encomendar urgente ao Departamento Jurídico do clube um estudo detalhado do contrato de Facundo Bertoglio. É preciso ter segurança das condições e prazos que asseguram a preferência do Grêmio para contratar o jogador. Que não se repita o episódio Maxi López.

É preciso colocar um ferroglio, neste negócio. No joglio de ontem, novamente o argentino jogou pra caraglio e caiu de vez no gosto da torcida. Facundo dá moglio ao setor de criação do time. Ele abre as defesas, como quem desfoglia repoglios, transformando sistemas defensivos em restoglios. Direção: não dêem uma de zaroglios.

11 de março de 2012

Padres pensam que só hóstia é bom

Grêmio 5 x 0 Novo Hamburgo

Escrevo antes do jogo. E sabendo da escalação. Pofexô flerta perigosamente com a sorte. Deixa fora o Bertoglio que é o que de melhor aconteceu no Grêmio este ano e começa com Marco Antônio. De quebra escala o seu peixe Werley e deixa no banco o outro peixe. O Pará. Vamos ver o que vai acontecer.
_____

Primeiro tempo - goleada de 1 x 0

Foi um bom jogo? Não, claro que não. Foi ruim? Depende do ponto de vista. A defesa não teve nenhum trabalho. sinal que os 3 volantes funcionaram magnificamente bem. Por outro lado o meio de campo mostrou uma carência de talento monumental. Jogo burocrático e sem nenhuma empolgação. Algumas tentativas isoladas do Kleber e a movimentação do André Lima. Aliás, aqueles que o chamam de cone deveriam rever os conceitos sobre futebol. É lógico que André Lima não é nenhum Damião, mas está longe de ser um .
O que mais se tem a dizer sobre este primeiro tempo? Apenas registrar o calor, que segundo todos, era de matar.

Segundo tempo - um 4 x 0 apertadíssimo

Eu esperava que o Grêmio voltasse com o Bertoglio no segundo tempo, mas o Pofexô resolveu manter o mesmo time.
Aos 4 minutos Werley apareceu no ataque. Deu um bom passe para Marco Antonio que, bisonhamente, bateu para fora.
Aos 8 minutos André Lima, o Vilipendiado, deu um passe magnífico para Marco Antonio. Este achou Kleber livre e 2 x 0. Uma linda jogada. Batista chorou o gol no PFC.
Bertoglio entrou aos 18 minutos sob a secação de Batista, o energúmeno. Só não se entendeu porque entrou no lugar de André Lima.
Aos 22 minutos, Souza apareceu em cruzada de Marco Antônio fez 3 x 0. Aliás, no twitter choviam manifestações de apreço ao Marco Antonio. Embora eu não esteja entre os seus detratores, achei um pouco de exagero.
Não se sabe o que o Pofexô falou no intervalo mas o time voltou mais ativo no segundo tempo. Mais criativo.
Facundo Bertoglio, para tristeza dos secadores, deixou Fernando sozinho com a bola no risco do gol. Como Fernando não é David, ele botou para dentro.
Logo depois, ele mesmo fez um golaço enquanto a torcida berrava o Dá-le Dá-le tricolor.

Sim, mas e o título do post? É uma reflexão para todos, cristãos, muçulmanos, budistas, evangélicos, ateus, etc ... Afinal, o mundo hoje em dia está a cada dia mais complicado. Enquanto o time do Grêmio, ao contrário, deu um novo alento à torcida. Muito boa partida no segundo tempo.

Ah! E Bertoglio deve ser comprado HOJE À NOITE!

_____

Como jogaram

Victor: Zero trabalho no primeiro tempo. Dormiu no segundo tempo.
Gabriel: Burocrático mas melhor do que nos jogos anteriores.
Werley: Vida fácil. Ninguém do NH cruzou e nem tentou o drible. Apareceu bem no ataque em jogada no segundo tempo.
Gilberto Silva: Sereno.
Julio Cesar: Burocrático mas melhor do que nos jogos anteriores.
Fernando: Firme na defesa. Medíocre na articulação.
Souza: Medíocre na articulação. Firme na defesa. Fez um gol de atacante.
Leo Gago: Articulação medíocre e segurança defensiva.

Marco Antônio: Funcionário público daqueles que pendura o casaco na cadeira no primeiro tempo. Mas participou do segundo gol.
Kleber: Leva pau. Cai. Levanta. Leva pau ... Uma gratíssima surpresa esta sua atitude franciscana.
André Lima: Um gol de centro-avante. Um passe espetacular para o segundo gol. Participativo.
.....
Bertoglio (André Lima): É o cara. Titularidade já. O MELHOR!
Marquinhos (Souza): Entrou muito bem.
Pará (Gabriel): Sem tempo.

Pofexô: Mudou o time para o segundo tempo. Muito bem hoje o cara.
_____

Anderson Daronco: Não atrapalhou. Anormal.
_____

Twitters do jogo

@Real_Gaguinho Participações do Werley se limitam a disputas pelo alto de tentativas de ligações diretas do NH. Observem que ele não se impõe fisicamente.
@thiagocb Até agora vem fazendo uma partida bem honesta ": Grêmio JOGA BEM."
@seuAlgoz O conceito de BEM para vocês está beeeeeeeeemmmmm elástico.
@blogdomosquet Tirem o Marco Antonio dos ultimos gols do Grêmio e vejam quantos sobram. E alguns insistem que ele não serve!
@Robertinhacor Fazer 3 a 0 ao natural em um time visivelmente organizado como o Nóia é uma demonstração de que o time está evoluindo.
@thiagocb Tenho medo de que o Nóia é que esteja jogando mal e não o Grêmio jogando bem pq tá jogando certinho hoje.
@imparsciais Após 5 minutos em campo, Bertoglio não marca e frustra torcida gremista.
@Real_Gaguinho Marquinhos pé-de-alface. (Gaguinho corneteiro).
@mardruck Bertoglio > Maradona > Pelé.
@Thiagocb Esse Bertoglio é outro que é foda!!! Que jogadoraço!
@Imparsciais Bertoglio marca em jogo já decidido e só após mais de 10 minutos em campo.

_____

Enquanto isto, a tal e assinatura passou de segunda para terça e de terça para quarta. Era melhor quando a expectativa era de semana a semana. Dava menos trabalho para atualizar.
E o presidente da AG engasgou quando perguntado se o IPERGS e o Previmpa continuavam no "esquema". Você aí que depende do dinheiro destas duas instituições para garantir uma aposentadoria tranquila, fique atento.

9 de março de 2012

Bertoglio, Souza e Werley

O Grêmio apresenta sólidos defeitos defensivos. Embora tenha quase sempre uma conotação positiva no contexto esportivo, a palavra "sólidos" aqui é proposital, para assinalar que as sérias dificuldades em armar a peça defensiva parecem ter cristalizado com o passar do tempo, tornando-se um grande problema.

Ele não é de hoje e nem desta temporada. Faz já algum tempo que não conseguimos montar uma defesa capaz de tranquilizar a maior torcida do RS. Quem mais sofre com isso são os torcedores e Victor. Não necessariamente nesta ordem.

Lembremos que o último zagueiro que empolgou a torcida de alguma forma foi Paulão, apenas porque espanava tudo que se movesse perto dele, da bola a atacantes adversários. Se bobeassem, até os próprios companheiros de equipe.

Por que um problema recorrente num setor crucial do time perenizou-se e atravessa temporada após temporada?
_____

Volta e fica

Souza deve voltar ao time e Bertoglio ganhar vaga de titular. O primeiro, porque era titular até machucar-se. O segundo, porque cavou um lugar, mostrando voluntarismo numa imensidão de burocrática apatia. Souza dá mais consistência ao meio de campo e qualifica o apoio. Bertoglio contamina o setor com velocidade e ambição ofensiva. Fica porque sua presença melhora o time.
_____

O novo ator

Quando Naldo foi anunciado, afirmei que era um zagueiro do mesmo nível do Rafael Marques. Recebi respostas do tipo: "Deixa o cara trabalhar". Os desavisados que cornetearam a minha observação não sabiam que o problema se mostra mais grave justamente quando ele está trabalhando. Agora, deve estrear Werley. Não nutro esperança maior. No Atlético, marcou época por protagonizar trapalhadas antológicas. Assim, resta torcer para que a mudança de ares opere uma metamorfose no jogador. Que Werley se transforme num zagueiraço. Quem aposta?
_____

Há solução?

Dizem que Vilson está indo embora. Dizem que Saimon é baixo para ser zagueiro. Dizem que Gilberto Silva não tem velocidade. Dizem que Douglas Grolli não está pronto. Dizem que tem outro zagueiro contratado, chamado Pablo. Dizem que Werley começará o jogo contra o Novo Hamburgo, como novo titular da zaga. Já o que dizem de Naldo é impublicável.

Algum deles fardaria num time considerado ideal? É isso que temos no momento. A aposta com maior chance de ganhar é que Victor continuará "falhando", quando, na verdade, quem vem falhando são os responsáveis pela montagem dos elencos. Falhas graves, de conhecimento do mercado, de capacitação para o exercício da função. Os atuais nem têm a desculpa de que não há bala na agulha.

8 de março de 2012

Que venha o Ipatinga!

River Plate - SE 2 x 3 Grêmio

Chegaremos a um tempo em que um estádio, para habilitar-se a receber jogos de futebol profissional, deverá ter um gramado em condições. Enquanto esse tempo não chega, a vida segue.

Foi um primeiro tempo sofrível. O Grêmio só foi criar a primeira chance de gol contra o poderoso River Plate, aos 25 minutos. Depois ainda teve mais uma, num chute de média distância. Os problemas, além do gramado, estavam na forte marcação exercida sobre Kleber e Moreno e na lentidão do Grêmio. O time não conseguia articular jogadas. Ao final, o castigo pela falta de aplicação: um lance ridículo da defesa e o gol do River Plate.

Se a primeira etapa foi ruim, o segundo tempo foi um festival de horrores. Naldo, em noite infeliz, abriu o caminho para o segundo gol sergipano, quando o time ainda se arrumava em campo para tentar o empate. Sem inspiração e, pior, sem transpiração, marchávamos para um fiasco retumbante.

Aí, aconteceu o lance que mudou o jogo: o capitão do River Plate, já com cartão amarelo, foi expulso, ao fazer falta violenta em Leandro, que entrara na partida. A partir da expulsão, de forma ainda desordenada, o Grêmio começou a correr, para fugir da vergonha. Com um a mais, com Bertoglio e com fôlego superior ao adversário, as chances começaram a aparecer. Contando com a ajuda do adversário, que marcou contra, começamos a virada. Kleber empatou, completando lance de Bertoglio. Ao final, já na prorrogação, o próprio Bertoglio selou a vitoria, completando lance de André Lima.

Resumo da ópera: numa noite que começou com chocolate santista, experimentamos o amargor do fel e encerramos a noite degustando uma vitória quase sem sabor. O time precisa melhorar. Necessitamos de zagueiros de mais qualidade e há deficiências sérias na mecânica de criação de jogadas.
_____

Como jogaram

Victor: Sem culpa nos gols.
Gabriel: Displicente.
Gilberto Silva: Razoável.
Naldo: É patrimônio do clube. Sem comentários.
Julio Cesar: Tentou jogar pelo lado, sem sucesso.
Fernando: Não repetiu as boas atuações.
Léo Gago: Entrou?
Marco Antônio: Apagado.
Marquinhos: Opaco.
Kleber: Bem. Lutou muito, como sempre.
Marcelo Moreno: Abaixo das possibilidades.
.....
Bertoglio (Léo Gago): Mudou o jogo. Um assistência e um gol.
Leandro (Marquinhos): Contribuiu com a correria final.
André Lima (Marcelo Moreno): Pouco acrescentou.
.....
Luxemburgo: Gritou muito. Mandou o time para cima do adversário e obteve o resultado. Mas... não precisava ter sido assim.
-----
Arbitragem - Emerson Luiz Sobral, com Josemmar Diniz Moutinho e Albino Andrade Albert Junior, todos de Pernambuco: um pênalti claro não marcado para o Grêmio. No mais, bem.
_____

O melhor do twitter

@Ducker_Gremio: RT @tiagosulzbach Meninos da Dilma perdem para os Meninos da Vila!
@OBonatto: E o goleiro é o André Lima. RT @mardruck: Técnico do River Plate parece o Eike Batista.
@dudagarbi: Cada bolinha que pinta na tela eu penso que pode ser um gol do Neymar.
@Ducker_Gremio: RT @tiagosulzbach Meninos da Dilma perdem para os Meninos da Vila!
@Real_Gaguinho: O Moledo é um Naldo sem gri-grife.
@seuAlgoz: Talvez não seja bom ganhar, porque o próximo adversário é o Ipatinga. #corneta
@Ducker_Gremio: RT @impedimento: Treta no Sergipe. Conselho de Educação Física pediu as CREDENCIAIS do Luxa. Ninguém mais acredita no professô.
@OBonatto: Odone vai insuflar a Imortalidade pra volta. RT @giulianovieceli: Grêmio e essa mania de transformar todos os jogos em partidas épicas
@thiagocb: Depois desse jogo, contracheque dos jogadores tinha q vir igual ao do River-SE pra deixarem de ser palhaços
@dreher: Não. Quando D'Alebiba jogava no River, ele tomou 4 do Grêmio lá. RT: @Stabel: Qual é o problema do Grêmio? Tem um Dalessandro nesse River?
@dreher: Se empatar manda fechar a Goethe.
@vrischtter: Pediram pro Luxemburgo trazer o Grêmio de antigamente.... tá aí, sofrimento até o fim. Não reclamem agora :)
@seuAlgoz: Podemos perder de 2 x 1 em casa. Vou dormmir quase tranquilo.

7 de março de 2012

Montanha acima

Hoje é o começo de uma caminhada que, espera-se, levará ao quinto título da Copa do Brasil. Quinto título mesmo o Grêmio não tendo disputado quase metade das edições em função da Libertadores.
O time ainda não está pronto, mas certamente será o suficiente para passar de fase. Se não hoje, na soma de possíveis dois confrontos.
O que, na opinião de cada um de vocês, falta para que esta escalada termine no topo?
_____

Futebol é paixão. Mas ninguém deve jamais esquecer que futebol está, ou deveria estar, no lado lúdico, prazeiroso de nossa vida. Que se sofra durante o jogo, que se xingue o juíz e o adversário diante de um erro mais grave, tudo isto está certo.
O que não está certo é levar os conflitos do campo para a vida privada, para o trabalho, para a relação com pessoas queridas.
Este blog sempre foi democrático e, apesar de não concordar com grande número dos comentários, nunca deixamos de publicá-los se estes não forem ofensivos. E a maioria das vezes, publicamos sem contraditar, mesmo discordando.
Com o grande aumento dos leitores e, por consequência, dos comentários, temos visto crescerem as ofensas e a intolerância. Não é isto que gostaríamos que acontecesse.
Seria bom uma reflexão e uma contagem até 100 sempre que der vontade de sair chutando canelas e ofendendo pessoas por causa de um esporte que deveria ser motivo de congraçamento e de união.

4 de março de 2012

Bertoglio: a grande notícia

Atualizado com os lances do jogo (menos os do Bertoglio).
_____

Cerâmica 1 x 2 Grêmio

O Grêmio treinou a semana toda após o chocolate no GRE-nada e a derrota nos pênaltis contra o Caxias. E o Pofexô começa o jogo com uma surpresa: André Lima no lugar de Marcelo Moreno. Não faço parte da legião que odeia André Lima. Acho ele, com rítmo de jogo, uma boa opção. Mas não pode ser titular com Marcelo Moreno no banco. Este Pofexô está começando a se complicar. Mas vamos ao jogo.
Não sem antes registrar a reclamação do Gaguinho. Ficou 3 horas na fila para entrar.

Primeiro tempo

O jogo foi mornão. O Cerâmica é um dos times da parte de baixo da tabela. Nem muito abaixo e nem muito acima. Os 45 minutos foram de total controle do Grêmio embora longe, muito longe de empolgar. Nem um problema na defesa. Mas um meio de campo burocrático e, por consequência, um ataque pouco acionado. Antes do Gaguinho conseguir entrar no campo gol do Grêmio. Marquinhos entrava livre e foi empurrado. Mário Marcos, o isento de plantão, falou que não foi. Normal. Ele só não explicou porque o Marquinhos cairia com o gol aberto a sua frente. Kléber Gladiador marcou. Mais umas duas chances perdidas e uns poucos sustos menores no final do primeiro tempo e mais nada. Léo Gago saiu para o intervalo dizendo que estava machucado.

Segundo tempo

O segundo tempo começou com o Cerâmica querendo atacar mas aos 3 minutos Marquinhos deu um lançamento de 30 metros para o Marcelo Moreno. Dele para o Gabriel e deste para o Marco Antônio fazer o segundo e sair espanando a urucubaca. Neste momento. Gaguinho já estava no campo mas não conseguia enxergar nada do "baixo" de seus 1,50 metros.
Vai ter um dia, eu juro, que o Grêmio vai passar 90 minutos sem levar gol. Não foi hoje. Impressionante como os zagueiros não conseguem se impor a qualquer pereba que apareça pela frente. O Cerâmica está bem longe de ser um Barcelona, mas um negão entrou área a dentro como se fosse o Messi. Gol e a volta da apreensão em um jogo mais do que tranquilo até então.
Kleber fez jogada espetacular para defesa não menos empolgante do goleiro. Pará não encostava na bola  Aliás, a contratação dele e o empréstimo do Edilson para o Vasco é a típica troca de seis por meia dúzia. Será que um jabá explica?
Bertoglio entrou no lugar de Marquinhos e na primeira jogada quase fez. Na segunda, fez grande passe para Kleber. Na terceira deixou Moreno na cara do gol. Na quarta levou um coice e se estatelou. Na quinta caiu após ser tocado pelo zagueiro. Enquanto isto, Pará não tocou uma única vez na bola até os 46 minutos.
Um jogo sem sustos e com uma grande notícia: Facundo Bertoglio, eu afirmo, vai fazer história no Grêmio.

_____

Como jogaram:

Victor: Sem nenhum trabalho no primeiro tempo. Sem culpa no gol.
Gabriel: Discreto. Melhor no segundo tempo.
Gilberto Silva: Tranquilo e experiente. Falhou no gol do Cerâmica.
Naldo: Firme. Pode se firmar.
Julio Cesar: Sem problemas na defesa e burocrático no ataque.
Fernando: Muito bem no desarme.
Léo Gago: Discreto, saiu por causa de uma diarréia. Explicado.
Marco Antônio: Discreto. Cresceu com o gol marcado.
Marquinhos: Jogando mais na frente rende mais. sofreu pênalti. Deu lançamento para o segundo gol. Em jogo de poucos destaques, o melhor depois de Bertoglio.
Kleber: Mais um gol. Melhor contratação do ano até agora.
André Lima: Uma grande cabeçada e mais nada. Ajudou a defesa nos escanteios.
.....

Pará (Léo Gago): Eu não vi. Alguém viu?
Moreno (André Lima): Entrou bem. Recomenda-se  que seja tratado com carinho para não deixar a lesão atrapalhar.
Facundo Bertoglio (Marquinhos): Estréia muito promissora. O melhor em campo.

Pofexô: Este lance do Pará tem que ser bem explicado.
_____

Márcio Chagas: Sem problemas. Anormal.

_____________

Twittes do jogo

@Real_Gaguinho: É a pri-primeira vez que eu viajo para ouvir o jogo. (Na fila para entrar).
@Real_Gaguinho: Que várzea. De-dentro do campo mas não se pode acessar a arquibancada.
@seuAlgoz: : Sorte do gago que não deu vontade de cagar na fila. Teria que ir pro fim. entraria nos acréscimos.
@edujl: Marco Antonio aprendeu a tecnica do cruzamento tatu do Douglas! eh para poucos!!
@lucasvon: A única vantagem do Pará pro Edilson: ele não joga nada em TRÊS POSIÇÕES. O Edilson é limitado só em uma.
@seuAlgoz: Este Bertoglio não sei não. É capaz de ser melhor que o extraordinário Dátolo.

Ainda há coisas a esclarecer



Que a Andrade Gutierrez levou uma prensa e cedeu à pressão palaciana, todos já sabemos. Que a ação originada no Palácio do Planalto guarda alguns componentes lamentáveis (intervenção do Estado em negócios privados, provável exercício de advocacia administrativa junto ao BNDES, atropelamento de princípios previstos no Art. 37 da Constituição Federal, entre outros) também já sabemos.

Há algo porém que está sendo deixado de lado pelas autoridades, imprensa especializada e administradores públicos envolvidos. Antes de explicitarmos do que se trata, precisamos pontuar algo, para que se entenda bem o processo.

Uma coisa é o empréstimo da AG com o Banrisul, os tomadores e as garantias envolvidas. Este particular estava sendo proposto pela AG da seguinte forma: ela tomaria os R$ 205 milhões de empréstimo, garantiria 20% do valor (sua participação na Sociedade de Propósitos Específicos - SPE) e os demais 80% seriam, como usual, garantidos pelos demais envolvidos (SCI, Previmpa, Banrisul e IPERGS). Os parceiros, alguns por questões legais e outro por questão de situação econômico-financeira, não estavam aptos a oferecer as garantias para o empréstimo. Com o chute da Presidente, a AG decidiu "por bem" garantir a totalidade da operação.

Outra coisa é a participação dos entes públicos citados (Banrisul, IPERGS e Previmpa) como sócios da SPE. Eles deixam de prestar garantia ao empréstimo, mas, a exceção da Previmpa, nada se disse sobre  a saída deles da Sociedade. O Banrisul poderia entrar com R$ 10,9 milhões e o IPERGS, pasmem, com R$ 51 milhões. Noticia-se que o estágio atual da Previmpa é "saindo fora". Já o Banrisul e o IPERGS estariam com o led "em dúvida" acesso.

Possivelmente, a saída da Previmpa e as "dúvidas" do banco e do IPERGS deveu-se à publicidade dada aos seus envolvimentos no negócio, quando a pressão sobre o Banrisul tornou-se insuportável. Antes, a "confidencialidade" encobria o "interesse".

Os acionistas do Banrisul e os funcionários públicos, cujos fundos que devem sustentar as suas aposentadorias são administrados pelo IPERGS, têm o direito de saber onde estas entidades aplicam o seu patrimônio e porque assim o fazem.

Afinal, o IPERGS e o Banrisul vão participar da SPE que aplicará recursos na reforma? Com a palavra os envolvidos.
_____

Fonte do gráfico: Zero Hora

3 de março de 2012

Banco de dados



Por incrível que possa parecer, há colorados (ou co-côlorados, como diria a Gaguinho) corretos e éticos. Isto é certo.

Há, também, duas classes de pessoas que, pela atividade exercida, devem manter-se acima de paixões e interesses pessoais: os políticos e os jornalistas. Os primeiros, porque exercem funções que mexem diretamente com recursos materiais e financeiros na Nação. Os segundos, porque têm como dever de ofício informar.

Muitos entram na política com interesse em locupletar-se? Certo. Nem por isso, podemos generalizar a classe política. Também algunss jornalistas são desvirtuados da sua função por ações, favores e interesse pessoais.

O que podemos fazer? Não esquecer quem é quem no exercício de funções públicas.

Assim, pedimos aos leitores do blog que nos auxiliem a construir um banco de dados com informações sobre desvios de conduta de políticos e jornalistas no Caso Dilmão, o famoso imbróglio envolvendo a parceria da construtora AG e um clube da capital.

Enviem para o nosso e-mail ou postem nos comentários, que está no topo da página (blogremio etc e tal), textos, colunas, vídeos, tweets etc, que atentem contra os princípios da boa política e do bom jornalismo.

Com isso, no futuro, poderemos manter a memória do público refrescada.

Obrigado.

A vida como ela é

Buenas,

A vergonha está feita. E após este espetáculo degradante de patifaria e de desfaçatez patrocinado por aqueles que deveriam servir de exemplo, só resta juntar os cacos e voltar ao dia a dia. Não é atoa que meu filho quer sair do país. E muitos amigos dele também. O Brasil não tem mais jeito. Voltemos, pois, ao futebol.

E no futebol gremista a preocupação não é menor. Trouxeram o pofexô e não deu uma semana para começarem a chegar os peixes do homem. Se ele pensa que resolverá os problemas to time com um quarto lateral direito e um reserva do Rafael Marques, estamos mal na foto. Se ele manda parar a contratação de um uruguaio sabidamente bom para acenar com a hipótese improvável da vinda do Alex vamos acabar com um meia do Cerâmica engordando a folha. Se ele diz que vai "avaliar" o Facundo Bertoglio já sei que o argentino, por melhor que possa ser, vai ter vida difícil e curta no Grêmio.

Até acho que ganharemos este ruralito. Afinal, tirando o Caxias o resto é o resto. Mas quem de vocês está preocupado com este campeonatinho que nos bons tempos servia para aquecimento?

É. Acho que levantei irritado hoje. Melhor parar por aqui.

2 de março de 2012

Cadê as nossas torres?



Se é complicado jogar Xadrez sem torres, futebol é impossível. No jogo de tabuleiro, as torres dominam linhas e colunas, prestando inestimáveis serviços de proteção e de ataque. A vantagem de uma torre é, quase sempre, decisiva.

No futebol, as torres são ainda mais importantes, pois apenas com peões, cavalos e bispos não se constrói uma defesa sólida. Ter duas torres no time é imperioso, embora seja desejável ter, pelo menos quatro: duas na defesa e duas no ataque.

Hoje, indo março a dentro, seguimos sem dois zagueiros com porte físico para impor respeito, dar segurança à nossa defesa e, eventualmente, causar reboliço na área adversária. Nossos encarregados do futebol continuam ciscando na periferia e as torres, bispos e até mesmo peões adversários seguem fazendo festa.

Até quando?